CENTRO CHINA BRASIL Mudanças climaticas e Tecnologias Inovadoras para Energia

Diretores da Coppe apresentam em Pequim projetos do Centro China-Brasil

O vice-diretor da Coppe/UFRJ, professor Romildo Toledo, e o diretor de Relações Institucionais, professor Luiz Pinguelli Rosa, apresentaram, nesta terça-feira, 12 de abril, na embaixada brasileira em Pequim, projetos e atividades desenvolvidos no âmbito do Centro China-Brasil de Mudança Climática e Tecnologias Inovadoras para Energia. Alguns já se encontram em fase de transferência da tecnologia, como o do biodiesel, com a Universidade de Tsinghua, e outros em implantação, como o de energia solar, em parceria com as empresas chinesa Tsinghua Solar, e a brasileira Luz e Força Santa Maria. Com sede em Pequim, o Centro é fruto de uma colaboração entre a Coppe e a Universidade de Tsinghua.

Também estiveram presentes à reunião, o ministro-conselheiro Marcelo Della Nina, representando o embaixador brasileiro na China, Roberto Jaguaribe, o presidente da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), Jorge Audy, e a pesquisadora Rejane Rocha, do Centro de Pesquisas e Caracterização de Petróleo e Combustíveis (CoppeComb), da Coppe.

A comitiva brasileira visitou ainda a empresa CapitalBio, que investe em diagnóstico de doenças como a zika e a dengue, e o Instituto de Pesquisa de Segurança Pública (IPSR), da Universidade de Tsinghua, ambos interessados em realizar parcerias com a Coppe e o Parque Tecnológico da UFRJ.

Durante o evento foi acordada a realização, no segundo semestre deste ano, de um Fórum de Transferência de Tecnologia, com objetivo de discutir novas formas de levar a inovação tecnológica à sociedade. O evento contará com a participação de especialistas da China, Brasil, Peru, Cuba, Argentina, Chile e Colômbia. O evento é desdobramento do seminário realizado pelo Centro China-Brasil, em novembro do ano passado, em Brasília.

Sobre o Centro China-Brasil

O Centro China-Brasil é resultado da cooperação tecnológica e acadêmica firmada, em 2008, entre a Coppe/UFRJ, maior centro de pesquisa em engenharia da América Latina, e a Universidade de Tsinghua, principal universidade chinesa na área de engenharia. O Centro está sediado, desde a inauguração em 2009, na Universidade de Tsinghua, em Pequim, e mantém representações na China e na sede da Coppe, no Rio de Janeiro. Possui um Conselho Executivo formado por representantes dos dois países: pelo Brasil, o Centro é presidido pelo professor Luiz Pinguelli Rosa e pela China pelo professor He Jiankun. Os diretores do Centro China-Brasil são os professores Romildo Toledo e Liu Dehua, da Universidade de Tsinghua.

Atualmente, o Centro China Brasil vem desenvolvendo projetos nas áreas de produção de biodiesel; de sustentabilidade urbana, do qual participam também pesquisadores da Universidade de Virgínia; energia eólica e aquecimento solar térmico. A Coppe e a Universidade de Tsinghua, que já desenvolvem projetos de ônibus híbridos movidos a hidrogênio e outras fontes, estão iniciando uma cooperação também nessa área.